Consultoria Fiscal-Tributária

Dúvidas e novidades sobre a área fiscal é aqui.

DITR – DECLARAÇÃO DO ITR 2012

Posted by Robson de Azevedo em 10 de julho de 2012

Foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 09.07.2012, a Instrução Normativa RFB nº 1.279/2012, que dispõe sobre a apresentação da Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) referente ao exercício de 2012, bem como sobre o recolhimento do ITR.

A DITR deverá ser apresentada entre 20.08.2012 e 28.09.2012. A Instrução Normativa não prevê a possibilidade de entrega da declaração em papel, fazendo referência somente à entrega por meio magnético – através de transmissão pela internet ou em disquete, nas agências do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal.

Informamos que ainda não foi disponibilizado, no site da Receita Federal, o programa gerador da DITR 2012.

Quanto ao recolhimento do ITR, deverá ser efetuado em até 4 parcelas iguais, mensais e consecutivas, devendo a 1ª parcela ser paga até 28.09.2012, e as demais parcelas até o último dia útil de cada mês, acrescidas de juros. Nenhuma quota deve ser inferior a R$ 50,00. O imposto de valor inferior a R$ 100,00 deve ser pago em quota única. Em nenhuma hipótese, o valor do imposto devido será inferior a R$ 10,00.

Fonte: Econet Editora Empresarial Ltda

Anúncios

Uma resposta to “DITR – DECLARAÇÃO DO ITR 2012”

  1. RICARDO said

    ITR-2012
    Porque não deixar a entrega até o último dia do mês. Porquê obrigar a entrega antes do mês, ainda mais quando é obrigatório pela internet. Quando é para pagar multa por ter passado do dia aí vale somar, sábado, domingo, feriado, sendo um festival tipo vale-tudo. E aquelas pessoas que não tem como acessar pela internet ? Logo vejo que terão que contratar um “expert”, ou quem sabe um contador. Na minha visão vejo que a receita federal, não quer saber de papel e muito menos cadastrar dados simples de pessoas que não tem quase recursos, sendo obrigatório já deixar tudo pronto sem formulários. Vejo que vivemos num país que empresas grandes ou órgãos públicos tornaram-se “o poder”, isto é mandam e desmandam. E nosso judiciário vive aos trancos, como um parafuso, tentando resolver problemas de nossa sociedade, com problemas criados na maioria das vezes por órgãos públicos, contra a sociedade, que na verdade nada mais é no momento do que uma máquina burrocrática. Temos que concordar com tudo e de cabeça baixa, sem ter direito de opinar, ou mesmo de demosntrar criatividade, nada é aceitável. Ísto é muito lamentável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: